Linux – Console de Texto

       No Windows e no GNU/Linux certas funcionalidades podem ser obtidas por meio de console de texto, até mesmo em certos casos, especialmente no GNU/Linux somente é possivel efetuar determinados comandos em modo texto. No Windows, o console de texto é chamado de prompt de comando (certas vezes confundido com console de texto DOS), embora as funcionalidades sejam similares. O GNU/Linux possui claramente dois tipos de usuários, um é o usuário comum do so e outro é denominado de root (raiz), superusuário ou administrador.

O console de texto do GNU/Linux é chamado de shell (concha). Existe mais de um tipo de console de comandos shell no GNU/Linux, o mais importante para nós é o Shell Bash. Existem consoles fiéis ao UNIX e para programação.

Quando você estiver no modo console (Shell Bash) os simbolos abaixo indicarão:

$ -> usuário comum cadastrado no sistema. Existe no mínimo 1 usuário no GNU/Linux, criado no momento da instalação. Posteriormente é possível adicionar ou remover usuários.

# -> usuário root, também gerado na instalação. É ele que permite todas modificações de configuração no GNU/Linux, sempre por meio de senha.

Comando CD

O comando cd (change directory) troca o diretório em uso, no caso o diretório corrente será o Desktop.

Desktop ] #

# mkdir (make directory) – cria diretórios

# mkdir teste <enter>

# rmdir (remove directory) – remove diretórios

# mkdir um dois tres

# rmdir um dois tres

# ls -l – Lista os arquivos do diretórios

Deixe uma resposta