Ambiente LXDE publica preview de uma versão baseada em Qt

Os desenvolvedores do LXDE, ambiente gráfico leve para Linux, estão considerando a migração para o Qt. Tradicionalmente desenvolvido em GTK+ 2.x, a busca por uma atualização nas ferramentas de desenvolvimento se faz necessária já que esta versão está sendo abandonada.

Portar para o GTK+ 3 seria a saída natural, mas estão experimentando um port em Qt. Dependendo dos resultados esta poderá ser a base estável para o futuro do LXDE.

Uma base já está parcialmente funcional, com o ambiente de trabalho, gerenciador de arquivos e visualizador de imagens:

lxde-qt.png.500x375.auto

Faltam ferramentas de configuração e muitas janelas de diálogo, algo que está sendo atualizado aos poucos. O consumo de memória é um pouco maior do que o da versão em GTK+ 2.x, mas não seria nada tão diferente caso considerassem a migração para o GTK+ 3.

Por enquanto os ports são feitos com o Qt 4 em mente, já que o Qt 5 teve algumas APIs do X11 removidas. Elas estão voltando no Qt 5.1, versão esta que deverá ser a base das próximas versões do LXDE, se não mudarem de ideia até lá.

O LXDE-Qt funciona bem com o Razor-Qt, aproveitando seus arquivos de configuração e alguns elementos. Para a grande maioria dos computadores o maior consumo de memória não será um problema, mas talvez isso complique um pouco a vida dos usuários com computadores bem mais antigos. De qualquer forma o GTK+ 2.x tende a ser abandonado para que os projetos possam continuar sendo atualizados, o que é inevitável uma hora ou outra.

Deixe uma resposta