Stallman: o Ubuntu contém spyware. Deixe de usá-lo e recomendá-lo!

O Ubuntu tem um spyware. Pare de utilizá-lo agora. Deixe de recomendá-lo para seus amigos e conhecidos. Não é legal divulgar uma distro traidora do movimento open source. A Canonical se rendeu…

Em outras palavras esse é o recado do famoso Richard Stallman, ávido defensor do software realmente livre. Num longo post no seu blog dentro da FSF ele meteu o pau no Ubuntu por causa do spyware que envia o que você digita nas buscas para a Canonical e Amazon.

As críticas são longas, mas se concentram no fato da possível espionagem. Mesmo que a opção de busca online possa ser desativada, ele reclama que a Canonical espera que a maioria dos usuários a deixe ativa, que é o padrão.

A coisa piora porque ele já tem inúmeras críticas ao modelo de negócios da Amazon. Ela é uma das empresas na lista negra dele, assim como várias outras gigantes da tecnologia. E a Canonical está entrando no barco.

“Se você recomenda ou redistribui GNU/Linux, por favor remova o Ubuntu das distros que você recoemnda ou redistribui. […] Nas suas install fests, nos seus eventos Software Freedom Day, nos seus eventos FLISOL, não instale nem recomende o Ubuntu. Em vez disso, diga às pessoas que o Ubuntu é evitado por espionagem.”

Richard Stallman

Imagem: Wikipedia

Ele é um cara polêmico e com certa influência no mundo do software livre. Muitos podem julgar que isto é um exagero. Para quem estava acostumado com a filosofia de um software livre que nunca se comunica com a nave mãe (exceto para verificar atualizações de pacotes), as mudanças recentes introduzidas pela Canonical até que podem chocar. Mas será que é necessário mesmo tanto barulho?

Deixe uma resposta